Categorias
Heitor Freire

Mês de Maio

Naturalmente, cada pessoa considera o mês de seu nascimento como o mais bonito do ano. Mas, se perguntarmos, aleatoriamente, qual é o mês mais bonito, a maioria das pessoas vai dizer que é o mês de maio. Por quê?

Porque maio é o mês das mães, dos trabalhadores, da libertação dos escravos, do amor, das noivas. Mês do nascimento de Buda (09), e também comemorativo de Nossa Senhora de Fátima (13), Santa Rita de Cássia (22), Nossa Senhora Auxiliadora (24) e Santa Joana D’Arc (30).

Foi num belo dia 23 de maio, há 81 anos, dia de Corpus Christi, que eu nasci. Eu me casei com a Rosaria num 25 de maio, há 58 anos, o acontecimento mais importante desta minha encarnação. Nesse mês nasceram também três das minhas sete filhas: Flávia (01), Thaís (05) e Raquel (11).

Além disso tudo, maio tem outro componente que o torna único. Maio transcorre na estação do outono, que tem a harmonia de um céu cristalino, e chega de uma maneira suave, tranquila como é de sua essência, trazendo uma lição de sabedoria, de buscar e aproveitar a inefável experiência da vida, proporcionando-nos a oportunidade de um encontro interior, elevando nossa espiritualidade para um caminho único, em busca de si mesma, em busca do bem maior.

Ao mesmo tempo, neste mês percebo a presença do espírito da fé, da gratidão, da perseverança e da solidariedade, indispensáveis para esta circunstância maior, meu aniversário. É o momento de mais uma volta em torno do sol.

E também de deixarmos para trás o que não nos serve mais, de renascer, de renovar, de buscar novas alternativas, de florescer, de seguir em frente, para o alto e para dentro. 

A oportunidade que se me apresenta do alto dos meus 81 anos é a da continuidade, agradecendo sempre as situações que estou vivenciando, administrando a Santa Casa de Campo Grande, que representa um desafio constante e estimulante.

Sabendo, como sei, que nada acontece por acaso e que Deus capacita os escolhidos, continuo procurando dar conta dos compromissos assumidos com a saúde da nossa população. Nossa missão é proporcionar atendimento médico a todos que nos procuram, curando pessoas e salvando vidas.

Este mês é tão incrível que mereceu uma canção, considerada um dos grandes clássicos dos nossos compositores maiores, Paulinho Simões e Almir Sater, Mês de Maio:

Azul do céu brilhou
Mês de maio enfim chegou
Olhos vão se abrir pra tanta cor
É mês de maio, a vida tem seu esplendor

A luz do sol entrou
Pela janela e convidou
Pra tarde tão bela e sem calor
É mês de maio, saio e vou ver o sol se pôr

Horizonte de aquarela
Que ninguém jamais pintou
E o enxame de estrelas
Diz que o dia terminou

Noite nem se firmou
E a lua cheia já clareou
Sombras podem ir, façam favor
É mês de maio, é tempo de ser sonhador

Quem não se enamorou
No mês de maio bem que tentou
E quem não tiver ainda amor
Dos solitários o mês de maio é o protetor

Boa terra, velha esfera
Que nos leva aonde for
Pro futuro, quem nos dera
Que te dessem mais valor

Noite nem se firmou
E a lua cheia já clareou
Sombras podem ir, façam favor
É mês de maio, é tempo de ser sonhador

Horizonte de aquarela
Que ninguém jamais pintou
E um enxame de estrelas
Diz que o dia terminou

Boa terra, velha esfera
Que nos leva aonde for
Pro futuro, quem nos dera
Que te dessem mais valor

Raio de sol entrou
Pela janela, me convidou
Pra tarde tão bela e sem calor
É mês de maio
Saio e vou ver o sol se pôr.

Então, dá para entender porque o mês de maio é o mais bonito?

Heitor Rodrigues Freire – Corretor de imóveis e advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *