Categorias
Heitor Freire

Linha Direta

LINHA DIRETA
O humano é um ser mesmo muito complexo. Como não se conhece, vive dependurando-se em qualquer hierarquia ou sistema que lhe apareça para amparar-se e proteger-se. Aproveitando-se disso as igrejas e demais organizações similares criaram mecanismos ilusórios agindo e tratando-o coletivamente influindo para que abram mão de suas individualidades e se mesclem no coletivo, sumindo na multidão.
Para que possamos entender o mecanismo da existência, o sensato e sábio é buscar a origem. E qual é a origem? Só tem uma: Deus. Deus disse a Moisés, com todas as letras, como está registrado no Deuteronômio 30, 11 a 14: “Este mandamento que lhe ordeno não é muito difícil, nem está fora do seu alcance. Ele não está no céu, … nem além-mar … Sim, essa palavra está ao seu alcance: está na sua boca e no seu coração, para que você a coloque em prática”.
E qual mandamento é esse? O amor. Colocado em nosso coração para que o sintamos e em nossa palavra para que o pratiquemos. Esse é o mandamento de Deus, o único. Jesus, nosso Mestre Maior, assim disse: “Todos os mandamentos se encontram num único ordenamento: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.
Nem Deus e nem Jesus criaram igrejas nem seitas, mas nos orientaram para que buscássemos por nós mesmos, em nosso interior, em nosso coração a inspiração necessária para o nosso desenvolvimento interior, para nossa evolução. Tudo muito claro, sem sofismas, objetiva e diretamente. Nada de ritos, palavras rebuscadas nem de complicações. A busca é incessante.
Assim quando descobri o Ho’oponopono, ensinamento Kahuna, originário do Havaí, para onde se dirigiram os remanescentes da Civilização Mu, originários da Lemúria (legendário continente que foi submergido pelas águas do oceano Pacífico) fiquei encantado com a simplicidade e a clareza de seus ensinamentos: Sinto muito. Me perdoe, por favor. Obrigado. Eu te amo. Novamente como base, o amor.
A oração da purificação ensinada pela Mestra Morrnah Simeona, é de uma simplicidade marcante:
“Espírito Super Consciente, eu vos peço por favor,
Buscai a origem de todos os meus sentimentos e pensamentos de (listá-los);
Levai até a origem todos os níveis, camadas, áreas e aspectos do meu ser,
Atravessando todas as gerações e encarnações no tempo e na eternidade,
Curando cada incidente e seus agregados com base na origem.
Fazei isso de forma perfeita, com a verdade de Deus,
Até que eu esteja no presente, preenchido de luz e de verdade,
Com a paz e o amor de Deus,
Com o perdão de mim mesmo, por minhas percepções incorretas, e
Com o perdão de todas as pessoas, lugares, situações, acontecimentos e circunstâncias
Que contribuíram para esses pensamentos e sentimentos por mim mencionados”.
Eu sinto muito. Me perdoe, por favor. Obrigado. Eu te amo.
Mais claro e mais direto, impossível. Trabalhemos.
Heitor Freire – Corretor de imóveis e advogado.

O humano é um ser mesmo muito complexo. Como não se conhece, vive dependurando-se em qualquer hierarquia ou sistema que lhe apareça para amparar-se e proteger-se. Aproveitando-se disso as igrejas e demais organizações similares criaram mecanismos ilusórios agindo e tratando-o coletivamente influindo para que abram mão de suas individualidades e se mesclem no coletivo, sumindo na multidão.

Para que possamos entender o mecanismo da existência, o sensato e sábio é buscar a origem. E qual é a origem? Só tem uma: Deus. Deus disse a Moisés, com todas as letras, como está registrado no Deuteronômio 30, 11 a 14: “Este mandamento que lhe ordeno não é muito difícil, nem está fora do seu alcance. Ele não está no céu, … nem além-mar … Sim, essa palavra está ao seu alcance: está na sua boca e no seu coração, para que você a coloque em prática”.E qual mandamento é esse? O amor. Colocado em nosso coração para que o sintamos e em nossa palavra para que o pratiquemos.

Esse é o mandamento de Deus, o único. Jesus, nosso Mestre Maior, assim disse: “Todos os mandamentos se encontram num único ordenamento: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.

Nem Deus e nem Jesus criaram igrejas nem seitas, mas nos orientaram para que buscássemos por nós mesmos, em nosso interior, em nosso coração a inspiração necessária para o nosso desenvolvimento interior, para nossa evolução. Tudo muito claro, sem sofismas, objetiva e diretamente. Nada de ritos, palavras rebuscadas nem de complicações. A busca é incessante.

Assim quando descobri o Ho’oponopono, ensinamento Kahuna, originário do Havaí, para onde se dirigiram os remanescentes da Civilização Mu, que vieram da Lemúria (legendário continente que foi submergido pelas águas do oceano Pacífico) fiquei encantado com a simplicidade e a clareza de seus ensinamentos: Sinto muito. Me perdoe, por favor. Obrigado. Eu te amo. Novamente como base, o amor.

A oração da purificação ensinada pela Mestra Morrnah Simeona, que deve ser proferida quatro vezes, é de uma simplicidade marcante: 

“Espírito Super Consciente, eu vos peço por favor,

Buscai a origem de todos os meus sentimentos e pensamentos de (listá-los);

Levai até a origem todos os níveis, camadas, áreas e aspectos do meu ser,

Atravessando todas as gerações e encarnações no tempo e na eternidade,

Curando cada incidente e seus agregados com base na origem.

Fazei isso de forma perfeita, com a verdade de Deus,

Até que eu esteja no presente, preenchido de luz e de verdade,

Com a paz e o amor de Deus,

Com o perdão de mim mesmo, por minhas percepções incorretas, e

Com o perdão de todas as pessoas, lugares, situações, acontecimentos e circunstâncias 

Que contribuíram para esses pensamentos e sentimentos por mim mencionados”.

Eu sinto muito. Me perdoe, por favor. Obrigado. Eu te amo.

Mais claro e mais direto, impossível. Trabalhemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *