Categorias
Heitor Freire

E o colibri brilhou…

E O COLIBRI BRILHOU…
O dia 27 de novembro vai ficar na história do Sindicato dos Corretores de Imóveis do estado de Mato Grosso do Sul. É um divisor de águas. Foi o dia em que de forma marcante, a maioria dos corretores de imóveis decidiu mudar o rumo de sua trajetória.
A campanha vitoriosa que mereceu a preferência do eleitorado foi a Chapa ModernizAção, liderada pela corretora de imóveis Marta Recalde Lino e que, não por acaso, tinha como marca o colibri, que é o símbolo do corretor de imóveis.
O colibri ensina a independência, a luta que não causa dano a ninguém. O bater constante de suas asas representa o infinito, a eternidade e a continuidade. Ao observar os colibris constatamos que eles são aparentemente incansáveis. Sempre buscando, sem cessar, o néctar mais doce, o que nos lembra que devemos buscar o melhor da vida e a beleza de cada dia.
O exemplo do colibri nos inspira a persistir na busca de nossos sonhos, e a vitalidade dessa ave tão pequenina nos desperta um sentimento de vigor e de abundância, que é o oposto da estagnação e escassez.
O beija-flor simboliza também a inteligência e a alegria. Sua missão é distribuir alegria. E ele nos mostra que sabe usar a inteligência e a astúcia em vez da força física. Na prática do Ho’oponopono, – ensinamento dos Huna, no Havaí -, representa a prosperidade, sucesso profissional, triunfo sobre dificuldades. Nada mais representativo para a campanha eleitoral.
O que observamos em toda essa simbologia do colibri é a mais perfeita imagem da prática profissional dos corretores de imóveis com todo o seu significado. Com um sentido rico em componentes místicos, misteriosos e esotéricos.
A união das características do colibri com um elenco de propostas voltadas para o atendimento dos anseios mais profundos dos corretores de imóveis, aliados ainda a uma sensibilidade para interpretar e implementar esses anseios, veio a se constituir no somatório de ações que convergiram para a vitória.
O despertar do ideal da conquista e da superação, em nossas colegas corretoras de imóveis, levaram-nas a se agregarem, se organizarem e partir para um trabalho consciente muito bem articulado e que se constituiu no fator principal da vitória.
E é aqui que entra como componente indissociável deste grupo a fé que as une e se consagrou no elemento fundamental para o novo desafio.
Passada a refrega eleitoral, nos congregamos novamente em nosso Sindicato como colegas e companheiros da mesma caminhada. A disputa é parte integrante do nosso dia-a-dia profissional. Estamos sempre competindo com os colegas. O crescimento do mercado imobiliário nos levou ao progresso, à conquista de novos horizontes, ao entendimento da elevação no trabalho, criando um ambiente sadio, alegre, de convivência inteligente: a parceria.
Essa parceria resulta do relacionamento profissional elevado, do trabalho contínuo. E uma campanha eleitoral acaba sendo o meio próprio para nos conhecermos melhor, pela discussão de ideias e pelo respeito aos adversários.
É pela vez primeira que uma entidade do mercado imobiliário vai ter uma diretoria constituída em sua maioria por mulheres. O desafio é grande mas a competência delas vai fazer a diferença. Elas vieram para ficar.
Agora, o momento é de reflexão do significado da vitória e da responsabilidade para unir a todos em torno do ideal comum e arregaçar as mangas para o trabalho que não será pouco, mas que, com certeza se constituirá na confirmação de tudo que foi prometido na campanha.
Heitor Freire – Corretor de imóveis e advogado.

O dia 27 de novembro vai ficar na história do Sindicato dos Corretores de Imóveis do estado de Mato Grosso do Sul. É um divisor de águas. Foi o dia em que de forma marcante, a maioria dos corretores de imóveis decidiu mudar o rumo de sua trajetória.

A campanha vitoriosa que mereceu a preferência do eleitorado foi a Chapa ModernizAção, liderada pela corretora de imóveis Marta Recalde Lino e que, não por acaso, tinha como marca o colibri, que é o símbolo do corretor de imóveis.

O colibri ensina a independência, a luta que não causa dano a ninguém. O bater constante de suas asas representa o infinito, a eternidade e a continuidade. Ao observar os colibris constatamos que eles são aparentemente incansáveis. Sempre buscando, sem cessar, o néctar mais doce, o que nos lembra que devemos buscar o melhor da vida e a beleza de cada dia.

O exemplo do colibri nos inspira a persistir na busca de nossos sonhos, e a vitalidade dessa ave tão pequenina nos desperta um sentimento de vigor e de abundância, que é o oposto da estagnação e escassez.

O beija-flor simboliza também a inteligência e a alegria. Sua missão é distribuir alegria. E ele nos mostra que sabe usar a inteligência e a astúcia em vez da força física. Na prática do Ho’oponopono, – ensinamento dos Huna, no Havaí -, representa a prosperidade, sucesso profissional, triunfo sobre dificuldades. Nada mais representativo para a campanha eleitoral.

O que observamos em toda essa simbologia do colibri é a mais perfeita imagem da prática profissional dos corretores de imóveis com todo o seu significado. Com um sentido rico em componentes místicos, misteriosos e esotéricos.

A união das características do colibri com um elenco de propostas voltadas para o atendimento dos anseios mais profundos dos corretores de imóveis, aliados ainda a uma sensibilidade para interpretar e implementar esses anseios, veio a se constituir no somatório de ações que convergiram para a vitória.

O despertar do ideal da conquista e da superação, em nossas colegas corretoras de imóveis, levaram-nas a se agregarem, se organizarem e partir para um trabalho consciente muito bem articulado e que se constituiu no fator principal da vitória.

E é aqui que entra como componente indissociável deste grupo a fé que as une e se consagrou no elemento fundamental para o novo desafio.

Passada a refrega eleitoral, nos congregamos novamente em nosso Sindicato como colegas e companheiros da mesma caminhada. A disputa é parte integrante do nosso dia-a-dia profissional. Estamos sempre competindo com os colegas. O crescimento do mercado imobiliário nos levou ao progresso, à conquista de novos horizontes, ao entendimento da elevação no trabalho, criando um ambiente sadio, alegre, de convivência inteligente: a parceria. 

Essa parceria resulta do relacionamento profissional elevado, do trabalho contínuo. E uma campanha eleitoral acaba sendo o meio próprio para nos conhecermos melhor, pela discussão de ideias e pelo respeito aos adversários.

É pela vez primeira que uma entidade do mercado imobiliário vai ter uma diretoria constituída em sua maioria por mulheres. O desafio é grande mas a competência delas vai fazer a diferença. Elas vieram para ficar.  

Agora, o momento é de reflexão do significado da vitória e da responsabilidade para unir a todos em torno do ideal comum e arregaçar as mangas para o trabalho que não será pouco, mas que, com certeza se constituirá na confirmação de tudo que foi prometido na campanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *